Óleo de coco – o suplemento 3 em 1

Por Dr. Luciano de Castro

O óleo de coco é o exemplo mais conhecido de um tipo especial de gordura, o Triglicerídeo de Cadeia Média (TCM).

O TCM é obtido de gorduras de origem vegetal que podem ser extraídas não só do óleo de coco, mas também do babaçu, da palma e da cânfora.

Ele constitui um dos suplementos alimentares mais versáteis que existem, pois pode ser usado para aumento da resistência física e performance (1), como uma substância queimadora de gordura (2) ou como um suplemento para auxiliar na hipertrofia muscular (3).

AUMENTO DA RESISTÊNCIA FÍSICA | ÓLEO DE COCO

 O suplemento TCM é composto por um tipo de gordura bem diferente da gordura convencional presente na manteiga, margarina e óleos vegetais. As gorduras convencionais são formadas por cadeias longas de carbono, conhecidos como Triglicerídeos de Cadeia Longa (TCL).

A gordura do corpo também é um TCL. O tamanho da molécula do TCM é muito mais curto e por isso a velocidade de processamento dele no organismo é bem parecida ao do carboidrato, só que fornecendo muito mais energia, o dobro de calorias (9 cal/grama contra 4 cal/grama do carboidrato), consistindo assim em uma ótima fonte de energia rápida, que dá mais pique e disposição na hora de encarar exercícios mais longos. É um super combustível.

Diferente das gorduras convencionais eles não são armazenados no corpo em forma de gordura, mas jogados diretamente para o interior das células a fim de serem queimados para gerar energia.

O TCM é queimado tão depressa que as calorias se transformam em calor no corpo durante a termogênese, o que eleva a taxa metabólica. Esta característica tem feito com que os praticantes de atividade física usem este suplemento para melhorar a performance durante os treinos.

DIMINUIÇÃO DA GORDURA CORPORAL

 Durante a atividade física o consumo do TCM permite que haja uma redução na ingestão de carboidratos – principalmente aqueles de alto índice glicêmico – e por isso podem ser eficientes como complemento em dietas de emagrecimento, tendo como objetivo fazer com que o corpo comece a queimar gorduras, já que não existem carboidratos suficientes para produzir energia.

O TCM também traz ótimos efeitos ao acelerar o metabolismo de repouso aumentando a taxa metabólica, resultando então na perda de peso. O TCM oferece ainda uma saciedade maior que os TCL, favorecendo o controle da ingestão calórica.

Porém mesmo com o auxílio do produto, faz-se necessária uma alimentação equilibrada e atividade física regular como em todo processo saudável de emagrecimento.

Ainda que os TCM possam não ser queimadores de gordura por si só, já se demonstrou em um estudo na Calgary University, no Canadá, que eles podem auxiliar a conservar a massa magra diminuindo a sua degradação.

OLEO-DE-COCO-METABOLISMO

FORMADOR DE MÚSCULOS | ÓLEO DE COCO

 É usado também como complemento nutricional em determinadas fases das dietas para ganho de massa. Não existem estudos controlados que comprovem essa hipótese. Ainda assim faz sentido consumir um pouco de TCM com o objetivo de conseguir algumas calorias extras para os exercícios mais intensos, que é a chave para a hipertrofia, sem carregar junto o risco de aumento de gordura, como acontece com consumo exagerado de proteínas e carboidratos.

Portanto o uso correto de TCM depende dos objetivos em questão, e a dosagem diária deve ser calculada de acordo com o restante da alimentação e suplementação do indivíduo.

Parece perfeito, não é ?! Só que antes de sair correndo até a loja de suplementos saiba que nem tudo são flores: Existe baixa tolerância intestinal ao suplemento, cuja ingestão máxima não deve exceder 30g (2 colheres de sopa), sob pena de ocorrer dor de cabeça, diarréia e cólicas intestinais.

Além disso o TCM não deve substituir completamente todas as gorduras da dieta pois poderia resultar em deficiência de outros ácidos graxos importantes ao metabolismo. Também não se aconselha o consumo de TCM com o estômago vazio, o que pode causar indisposição gástrica.

Por fim, alguns profissionais contra-indicam o óleo de coco para quem tem esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado) ou dislipidemia (alterações no colesterol e triglicérides), já que o mecanismo de ação é justamente fornecer gordura para que o fígado a metabolize.

Portanto, antes de experimentar o TCM, deve-se obter aprovação médica individual.

tomar-oleo-de-coco

O MODISMO  | ÓLEO DE COCO

 Tudo começou com uma pesquisa recente da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, onde o óleo de coco virgem foi adicionado em refeições de alguns pacientes. Os resultados foram surpreendentes: a perda de peso entre os pacientes que ingeriam o óleo de coco foi bem maior em comparação com os que não ingeriram o produto.

Como falou que é pra emagrecer as pessoas compram, estórias e exageros foram criados. Mas AINDA NÃO HÁ CONSENSO, e mais pesquisas ainda estão sendo desenvolvidas. Não há milagre nenhum. Mas também seria ignorância dizer que não serve para nada.

Como não é algo de uso consagrado, certamente haverá quem concorde e quem discorde da minha opinião: Agora que você entendeu o que é e como ele funciona, seja em liquido, cápsulas, pasta ou pó, o óleo de coco só vai ser capaz de ajudar se for associado a exercícios físicos e menor ingestão calórica na dieta. O efeito de diminuição da fome e aumento do metabolismo em sedentários é muito discreto.

 

CRÉDITOS

Esse artigo foi escrito pelo Dr. Luciano de Castro e foi aqui reproduzido com a devida permissão do mesmo. Convido você a conhecer a sua página no facebook, CLICANDO AQUI.


CURTA NOSSA PÁGINA!

As informações foram úteis? Acompanhe-nos no Facebook, Instagram ou Twitter para receber as nossas atualizações!

Para críticas e elogios, use os comentários abaixo ou a nossa página de contato.

Você também pode inscrever o seu email, enviamos no máximo um email por semana, sem spam! Role até o final do site para se inscrever.

Deixe sua opinião