O DIA DO LIXO

Por Dr. Luciano de Castro

Após um novo período de férias – quem me conhece pessoalmente sabe que o consultório e as aulas, cursos e palestras me consomem muito tempo, estou voltando hoje a publicar, e pretendo fazer isso mais regularmente, pois o retorno que tenho obtido é muito gratificante.

Dúvidas e sugestões IN BOX são sempre bem vindas. Nesse meu retorno, reedito uma das dúvidas mais frequentes: O DIA DO LIXO.

PERDA DE PESO PROGRESSIVA

O único jeito de perder gordura e com isso conseguir definição muscular é ingerir menos calorias do que se gasta diariamente.

Ao iniciar uma dieta com déficit calórico o nosso organismo inicia uma série de adaptações para tornar essa perda cada vez mais difícil, afinal a gordura é o tecido de reserva energética, uma verdadeira riqueza estocada a duras penas (mesmo que você e seus padrões estéticos não concordem com isso).

Quando você restringe sua ingestão alimentar¸ o organismo utiliza suas reservas de energia (gordura, aminoácidos e carboidratos) para suprir suas necessidades.

Ao queimar o carboidrato estocado, o corpo queima junto algumas moléculas de água.

A perda de peso é mais rápida nos primeiros dias de dieta à custa da perda dos estoques de água.

Mas a maior parte do carboidrato armazenado na forma de glicogênio esgota-se em poucos dias.

Em dietas nas quais a ingestão de carboidrato é bem reduzida observa-se uma perda de peso abrupta no início, que vai minguando conforme o tempo passa.

Cerca de 70% da perda de peso durante os primeiros dias de dieta deve-se as perdas de água corporal.

Cerca de 25% vem dos estoques de gordura e 5% do tecido proteico.

Ao final da segunda semana de dieta¸ a perda de água corresponde a apenas 20% da perda de peso.

No final da terceira semana as perdas de água são mínimas.

Além disso, a medida que emagrece você precisa de cada vez menos calorias para manter seu novo peso.

E para piorar, mediante uma redução na ingestão de energia por dias consecutivos o organismo reduz seu gasto basal como uma forma de proteção à vida – já que esta queimando seus estoques, que tente economizar.

E é aí que entra o dia do lixo.

O DIA DO LIXO

O dia do lixo tem sua principal justificativa técnica em minimizar a ocorrência desta redução metabólica¸ mantendo a perda de gordura corporal constante no decorrer das semanas posteriores.

A ideia é que se durante um dia específico você fornecer mais energia ao seu corpo do que ele vem recebendo ao longo dos seis a oito dias anteriores, ele vai diminuir o processo de “economia energética” que se estabeleceu ao longo dessa semana de baixa caloria.

Eu havia explicado isso de outra maneira no ano passado.

Quem quiser recordar e aprofundar está em “FASE DE DEFINIÇÃO: É POSSÍVEL PERDER GORDURA SEM PERDER MASSA MAGRA JUNTO ?”

O dia do Lixo consiste então em estipular um dia na semana no qual o indivíduo possa comer o que quiser.

Mas atenção, comer O QUE quiser, e não O QUANTO quiser.

Vamos deixar claro que liberar a dieta não significa comer descontroladamente, mas sim ingerir algo em torno de 800 a 1000 calorias a mais do que você vem fazendo.

Isso certamente será suficiente para você matar o seu DESEJO por determinados alimentos.

O intervalo ideal seria a cada dez dias, mas por motivos práticos um dia a cada seis está ótimo.

Mas é apenas UM dia por semana, em geral o domingo.

Se você adotar essa estratégia saiba que no dia seguinte ao dia liberado o seu peso vai aumentar.

A maior parte deste aumento é composto por água¸ que provavelmente está ligada ao aumento dos estoques de carboidrato do organismo.

E se no dia do lixo você abusar de alimentos salgados seus estoques de água extracelular também vão aumentar.

Retornando a dieta no dia seguinte esta retenção será eliminada rapidamente.

RETORNANDO À DIETA

Retornar a dieta no dia seguinte pode ser muito difícil para algumas pessoas.

Enquanto o “alívio” de matar o desejo um dia ajuda muito algumas pessoas, ele pode ser desastroso para outros, que podem não conseguir se controlar no dia seguinte.

Portanto cada caso é um caso, pense com calma antes de se por a prova.

Em geral¸ se realizado de forma adequada, o dia do lixo trará benefícios para aqueles que o fizerem.

Que fique claro que o dia do lixo é uma estratégia para a fase de definição muscular.

Em dietas para hipertrofia o dia do lixo pode ser interessante, mas de uma maneira adaptada: Em um dia na semana a ingestão de proteínas deve ser diminuída em favor da ingestão de carboidratos e gorduras.

Observa-se com isto um aumento na síntese proteica no momento em que se retorna com uma dieta mais rica em proteínas.

Portanto use este dia para matar seu desejo em comer alimentos específicos, mas assegure não extrapolar muito o valor calórico recomendado a você, pois a chance de haver acúmulo de gordura é grande.

Na prática, nada de shakes proteicos nesse dia.

 

 

CRÉDITOS

Esse artigo foi escrito pelo Dr. Luciano de Castro e foi aqui reproduzido com a devida permissão do mesmo. Convido você a conhecer a sua página no facebook, CLICANDO AQUI.


CURTA NOSSA PÁGINA!

As informações foram úteis? Acompanhe-nos no Facebook, Instagram ou Twitter para receber as nossas atualizações!

Para críticas e elogios, use os comentários abaixo ou a nossa página de contato.

Você também pode inscrever o seu email, enviamos no máximo um email por semana, sem spam! Role até o final do site para se inscrever.

Deixe sua opinião