Mesomorfo

Por Prof. Éder Lima

Os mesomorfos geralmente possuem ossos largos, com um comprimento proporcional entre braços e pernas.

Possuem também quadril estreito, o que favorece um formato natural em V do tronco.

Os mesomorfos são geralmente compactos de estatura mediana, com uma musculatura proeminente, apesar de não tão desenvolvida ou definida quanto à de um fisiculturista bem treinado.

Estes nasceram fisiculturistas (o termo se refere apenas a todo aquele que gosta de treinar a musculação, seja ela de forma ou competitiva ou não), pois desenvolvem a massa muscular e reduzem a gordura corporal com certa facilidade.

Além de suas características estruturais, os mesomorfos geralmente apresentam altos níveis de testosterona, ainda uma outra vantagem para a musculação.

O mesomorfo tem como características principais de personalidade a agressividade e a dominação, mas empiricamente tem-se observado ao longo dos anos que vários mesomorfos nunca atingem plenamente seus potenciais.

Talvez devido a muscularidade inata destes. Para mais fácil entendimento, seria uma condição análoga a de uma mulher muito bonita que é paparicada toda a sua vida e nunca consegue desenvolver completamente vários outros aspectos de sua personalidade.

Já que o mesomorfo geralmente não possui grandes depósitos de gordura, e tão pouco são franzinos, a intensidade dos exercícios para ganhos de volume muscular se torna a base do treinamento deste.

Mas note que a maioria dos biotipos são combinações. Desta forma, ectomesomorfos e endomesomorfos devem seguir as diretrizes apontadas mais adiante.

A chave do treinamento do mesomorfo é maximizar o ganho de massa muscular ao passo que previne o aparecimento do overtraining.

Em relação a dieta, os mesomorfos novamente já nasceram prontos, até certo ponto.

Mesmo apesar de já terem uma capacidade genética propensa ao ganho de massa muscular, até o mesomorfo puro pode engordar caso exceda na alimentação.

O melhor plano dietético para os mesomorfos é aquele recomendado pela maioria dos nutricionistas: uma dieta balanceada que contenha todos os grupos de alimentos onde haja calorias suficientes para suprir a demanda do treinamento.

Para a sessão de treinamento do mesomorfo podemos seguir as seguintes diretrizes:

O TREINO DE UM MESOMORFO

Musculação propriamente dita

  • Duração total: não devendo ultrapassar 30 – 60 minutos (dependendo da fase do treinamento).
  • Frequência semanal – 3 a 5 dias por semana
  • Total de Séries por Grupo Muscular – 8 a 15 para grandes grupos musculares; 6 a 12 para pequenos grupos musculares.
  • Repetições por exercícios – 4 – 15
  • Intensidade de carga: Alta a altíssima (85% – 100% 1RM).
  • Intensidade relativa – alta a altíssima (utilizando técnicas de intensificação de execução, superséries de pré-exautão, repetições forçadas, negativas, roubo, etc.).
  • Intervalo de recuperação: 60 – 180 segundos entre séries e exercícios

EXERCÍCIOS AERÓBIOS

(quando necessário dependendo da fase do treinamento)

Obs.: O tipo de equipamento utilizado dependerá basicamente da avaliação postural/articular.

30 a 45 minutos entre 70 – 85% da FCmax.

Vale lembrar que isto são parâmetros gerais que apenas um profissonal competente conseguirá ajustá-los ao seu trainee mesomorfo.

CONCLUSÃO

A despeito do biotipo que se manifeste, algumas regras de treinamento ainda se aplicam.

Estas incluem consistência e perseverança. A menos que se treine regularmente e mantenha um estilo de vida compatível aos objetivos, um praticante da musculação nunca descobrirá oseu real potencial.

A paciência também entra no sentido de que se leva tempo para construir e delinear um bom físico.

Mesmo os mesomorfos de ganhos fáceis devem treinar regularmente a fim de obter o melhor de seu potencial.

Um treinamento apropriado inclui uma boa forma de execução dos exercícios e uma constante tentativa de aumentar a sobrecarga de trabalho, seja por aumento de pesos ou repetições, ou ainda reduzindo os intervalos de recuperação.

Descanso, recuperação e práticas nutricionais, como as citadas, também são constituintes vitais de um programa de treinamento eficaz.

Avaliando objetivamente a que biotipo se pertence, seguindo um treinamento e dieta condizentes à estrutura física, eventualmente permitir-se-á que o pleno potencial genético seja atingido.

BONS TREINOS!

 

CRÉDITOS

Esse artigo foi escrito pelo professor Éder Lima e foi aqui reproduzido com a permissão do mesmo. Convido você a conhecer a sua página no facebook, CLICANDO AQUI.


CURTA NOSSA PÁGINA!

As informações foram úteis? Acompanhe-nos no Facebook, Instagram ou Twitter para receber as nossas atualizações!

Para críticas e elogios, use os comentários abaixo ou a nossa página de contato.

Você também pode inscrever o seu email, enviamos no máximo um email por semana, sem spam! Role até o final do site para se inscrever.

Deixe sua opinião