Diet ou Light?

Por Dr. Luciano de Castro

Vamos conceituar esses alimentos (muita gente faz confusão) e como você amigo, PRATICANTE DE ATIVIDADE FÍSICA, deve lidar com esses alimentos

DIET

Alimentos Diet, costumam ser alimentos com teor de carboidrato reduzido. Originalmente, desenvolvidos para pacientes portadores de diabetes, estes alimentos conservam sua fração energética as custas de gordura, mas são reduzidos ao mínimo no quesito carboidratos.

Foram mal compreendidos na sua origem como sendo alimentos de “dietas” como se a palavra dieta fosse somente sinônimo de emagrecimento.

Muita gente, nesta fase inicial, abusou desses alimentos por se enganarem a respeito do nome “diet” e por acreditarem nas propagandas das indústrias que os produziam, que afirmavam que estes poderiam ser consumidos nas quantidades que se desejasse e ainda assim a pessoa emagreceria.

Para o praticante de atividade física estes são alimentos “curinga” que, por terem taxas de carboidratos muito reduzidas e conterem energia as custas de gorduras, podem ser usados como snacks, desde que dentro de uma programação realizada pelo seu médico, porque ainda que não baguncem tanto seu metabolismo de insulina, eles são muito calóricos, o que pode atrapalhar qualquer dieta.

LIGHT-DIET-EMAGRECER

LIGHT

Alimentos light, por definição, são alimentos com número de calorias reduzidas, utilizados em substituição a alimentos mais calóricos em dietas para perda de peso. Normalmente, são alimentos que reduzem as calorias de sua composição as custas da retirada parcial ou total da gordura, portanto costumam ter uma alta proporção de carboidratos na sua composição.

São interessantes para a dieta de um praticante de atividade física, pelo fato de, normalmente, terem uma digestibilidade rápida, bem como absorção facilitada.

Devem ser evitados pelo praticante de esportes como lanches ou snacks em intervalos distantes à pratica esportiva porque, pelas próprias características de alto índice de carboidrato de índice glicêmico variado e rápida digestão e absorção, fazem com que estes alimentos potencialmente liberem grandes quantidades de insulina, favorecendo o acúmulo de gorduras e interrompendo o processo de recuperação, adaptação e acúmulo de massa muscular.

 

CRÉDITOS

Esse artigo foi escrito pelo Dr. Luciano de Castro e foi aqui reproduzido com a devida permissão do mesmo. Convido você a conhecer a sua página no facebook, CLICANDO AQUI.


CURTA NOSSA PÁGINA!

As informações foram úteis? Acompanhe-nos no Facebook, Instagram ou Twitter para receber as nossas atualizações!

Para críticas e elogios, use os comentários abaixo ou a nossa página de contato.

Você também pode inscrever o seu email, enviamos no máximo um email por semana, sem spam! Role até o final do site para se inscrever.

Deixe sua opinião