Colesterol

Por prof. Eder lima

O colesterol é uma molécula de gordura. Cerca de 70 % é produzida pelo fígado e 30 % provem dos alimentos de origem animal (carne, ovos, leite e derivados).

Essa gordura ajuda na formação da membrana celular, dos hormônios sexuais e dos sais biliares. As gorduras do sangue – os lipídios – são compostas principalmente pelo colesterol e triglicerídeos.

TIPOS DE COLESTEROL

Existem 3 tipos de colesterol sendo:

– o HDL (chamado de o bom colesterol),
– o LDL (chamado de o mau colesterol)
– o vLDL (que pode ser convertido em LDL no organismo)

O vilão para o sistema cardiovascular é o LDL. Se estiver em excesso na circulação sanguínea adere aos vasos (formando placas chamadas de ateromas), aumentando os riscos de provocar acidentes relacionados ao coração, como o infarto, ou de causar danos ao cérebro.

Só o HDL, produzido pelo corpo, é conhecido como bom colesterol, porque atua como uma espécie de faxineiro da rede sanguínea, varrendo o “LDL” das artérias. Por isso a necessidade de elevar sua quantidade.

Procure a orientação de seu nutricionista para corrigir seus hábitos alimentares especialmente quanto a ingestão das gorduras saturadas (elevam o mau colesterol (LDL) e não saturadas (não elevam o colesterol).

GORDURA-SATURADA

A MUSCULAÇÃO CONTRA O COLESTEROL

Produzimos certos tipos de enzimas controlam os níveis de colesterol e triglicerídeos de nosso organismo. Essas enzimas podem ser alteradas por remédios, pela quantidade de gordura corporal e massa muscular além da prática de exercícios físicos, incluindo-se aqui a musculação.

Uma enzima em especial merece a atenção dos praticantes da musculação, a hepatolipase (hl), uma enzima que remove o bom colesterol, HDL, e o destrói. Os exercícios de musculação tendem a diminuir a quantidade da hl, ajudando a aumentar o nível de HDL.

Infelizmente muitos indivíduos possuem uma dieta equilibrada e mesmo assim sofrem com altas taxas de colesterol, aí entra o componente genético, estes nasceram com essa tendência. Mas não desanimem!

Um detalhe importante deve ser ressaltado, o grande efeito do exercício no controle do colesterol. Entretanto, o exercício, apresenta uma característica aguda, ou seja, enquanto se está praticando regularmente consegue-se manter os níveis de colesterol dentro do ideal, mas basta interromper que este tenderá a subir novamente. Facers, eu disse regularmente!

De nada adianta, ir treinar na segunda e voltar só na quinta ou na sexta. Para quem treina 3x/semana deve a todo custo manter o treinamento rigorosamente em dias alternados. Contudo, bom mesmo é conseguir treinar de 4 a 5 vezes por semana, obviamente respeitando uma divisão adequada de treino para os diferentes grupos musculares.

Afinal, com saúde não se brinca.
Bons treinos e até a próxima

 

CRÉDITOS

Esse artigo foi escrito pelo professor Éder Lima e foi aqui reproduzido com a permissão do mesmo. Convido você a conhecer a sua página no facebook, CLICANDO AQUI.


CURTA NOSSA PÁGINA!

As informações foram úteis? Acompanhe-nos no Facebook, Instagram ou Twitter para receber as nossas atualizações!

Para críticas e elogios, use os comentários abaixo ou a nossa página de contato.

Você também pode inscrever o seu email, enviamos no máximo um email por semana, sem spam! Role até o final do site para se inscrever.

Deixe sua opinião