Você perde rapidamente o que conquistou na academia?

É ASSIM MESMO ?

Uma das principais perguntas de quem começa a praticar musculação é “em quanto tempo eu vou ver as mudanças que eu quero no meu corpo?”

Seja em ganho de massa muscular ou perda de gordura, a musculação é o esporte que mais rapidamente transforma o corpo de uma pessoa.

Em torno de três meses de treinos regulares e uma alimentação equilibrada as diferenças se fazem nítidas.

Mas o praticante veterano de musculação sabe que a verdadeira angústia não e obter os resultados, e sim manter o que você conquistou na academia.

Todo mundo conhece um “magro de ruim”, um gordinho que vive no “efeito sanfona” e um sujeito que tem um corpo incrível, mas que vive comendo e bebendo de tudo e treinando bem “mais ou menos”.

As três situações servem para exemplificar um conceito não muito bem descrito ainda pelos estudiosos, mas nitidamente percebido no dia a dia do consultório e das academias, que eu vou chamar aqui de “individualidade metabólica”, para facilitar a compreensão.

Não é porque somos da mesma espécie que temos todos as mesmas características físicas em nossa formação.

Existem pessoas que o maquinário biológico é mais especializado do que de outras no que se refere a algumas funções: inteligência, equilíbrio emocional, habilidades manuais, dons artísticos e obviamente desempenho físico.

Além desse ponto de partida, totalmente diferente de pessoa para pessoa, outro fator explica a dificuldade de manutenção de resultados: Seu corpo está acostumado com a forma física que ele passou a maior parte da vida.

E mudar isso leva tempo.

Se você foi gordinho durante alguns anos e só no final da adolescência e inicio da vida adulta procurou um exercício físico com regularidade e intensidade adequada, fez aquela dieta rigorosa, mudou os hábitos e com isso em poucos meses adquiriu um físico atlético, você ainda terá o metabolismo de gordinho por um bom tempo, mesmo tendo outra aparência.

E aí qualquer descuido já sabe, vai haver um rápido ganho de gordura.

Exatamente o contrário acontece com a pessoa que sempre foi magra, e que de um tempo pra cá começa a fazer de tudo para ganhar massa muscular.

Qualquer vacilo no que leva ao ganho de massa muscular – treinos, dieta e repouso, vai levar a um imediato churriar – o verbo que usamos nas academias para definir perda de musculatura.

Isso porque enquanto você estava no processo de anabolismo, o corpo acostumado a pouco peso reage aumentando os seus gastos numa tentativa de se proteger desse ganho de peso recente que não fez parte da sua historia de vida ate então.

Se você passou 98% da sua vida levando um estilo de vida onde se alimentava da maneira errada e não praticava exercícios físicos regulares, não vai ser em seis meses que você vai modificar o seu metabolismo.

A consolidação dos seus resultados vai ser um processo bem mais lento.

O que dizer então de uma pessoa que utiliza de medicamentos anorexígenos para a perda de gordura e de recursos ergogênicos (hormonais ou não) para o ganho de massa?

Muita gente pensa que a falta desses medicamentos em si, após encerrado o seu uso, leva a perda de resultados.

Sim, pode existir tal caso quando se envolvem hormônios, mas penso que boa parte das perdas acontecem justamente porque esses medicamentos auxiliam mudanças físicas intensas em um espaço curto de tempo – quem usa tem pressa.

O usuário se vê então com um corpo que nunca foi seu, mas não se dá conta que o metabolismo ainda é o mesmo que sempre foi, e que qualquer vacilo vai levar a perda de resultados muito rapidamente.

Tragédias acontecem em questão de poucos dias!

Mas não vai ser sempre assim. Tanto o gordo que emagreceu quando o magro que ganhou músculos devem entender que chegar aos resultados é apenas o começo de uma nova vida, onde as mudanças adotadas devem ser mantidas por muito tempo, e que quanto mais rápido se chegou lá, mais instáveis são os resultados no momento inicial.

Para isso os únicos remédios se chamam persistência e disciplina.

Depois de alguns ANOS da prática regular de musculação e de uma alimentação balanceada a tendência é o trabalho ficar mais fácil e os resultados obtidos mais consistentes, difíceis de serem perdidos. Existem por aí fórmulas e cálculos matemáticos para estimar esse tempo, mas isso é totalmente variável.

O bom mesmo é avaliar caso a caso, de acordo com as respostas que se vai obtendo do corpo.

O acompanhamento profissional adequado também costuma fazer muita diferença nessa hora: A regularização dos níveis hormonais, caso eles tenham sido alterados, e a correta orientação alimentar para cada fase, se não abreviam podem pelo menos suavizar tais perdas.

Seja lá qual for a sua disposição do momento PROCURE SEU MÉDICO, NUTRICIONISTA e o EDUCADOR FÍSICO. Cada profissional tem sua área de atuação, e elas não brigam entre si quando feitas por gente competente.

Elas são complementares. De preferência procure gente experiente, com formação específica e preparada para entender todas as suas necessidades físicas e psicossociais.

Que preze pela sua saúde e pela eficácia de onde você gasta seu dinheiro.

 

CURTA NOSSA PÁGINA!

As informações foram úteis? Acompanhe-nos no Facebook, Instagram ou Twitter para receber as nossas atualizações!

Para críticas e elogios, use os comentários abaixo ou a nossa página de contato.

Você também pode inscrever o seu email, enviamos no máximo um email por semana, sem spam! Role até o final do site para se inscrever.


ATENÇÃO

As informações aqui contidas tem fins didáticos. Não estamos lhe prescrevendo um medicamento, suplemento e nem mesmo uma dieta. Para tal é necessário a consulta a um profissional da área, que analisará as suas necessidades específicas.

A nossa revista não tem o objetivo de substituir o trabalho de um médico, nutricionista, nutrólogo, personal trainer, educador físico, ou qualquer outro profissional. Pelo contrário, queremos trabalhar em conjunto, para lhe trazer o máximo de informações de qualidade.

É proibido por lei (Nº 9.610) a cópia parcial ou completa de nosso conteúdo. Possuímos ferramentas para averiguar tal ação e vamos tomar todas as medidas cabíveis caso alguém infrinja a lei. Caso encontre nosso conteúdo em outro site, denuncie! Obrigado.

One Comment

  1. Anônimo 28 de Fevereiro de 2018 at 19:55

    Adorei a matéria sobre
    ganho de massa muscular .

Deixe sua opinião